Dicas das Melhores Alternativas para Melatonina para uma Boa Noite de Sono

Ervas e minerais são alternativas para os suplementos de melatonina

Sem dúvida, a melatonina é o hormônio mais poderoso feito pelo corpo para regular o sono. Criado na glândula pituitária, a melatonina é liberada durante a noite em correspondência com seu ritmo circadiano e depois se dissipa de manhã à medida que o sol se aproxima.

Embora a produção de melatonina seja natural para o corpo, estresse, condições variadas de noite e outros fatores podem interromper temporariamente a produção de melatonina e a regulação do sono correspondente. Quando isso acontece, é bom complementar com até 3 gramas de melatonina para garantir um sono melhor.

No entanto, a suplementação de melatonina a longo prazo pode reduzir a produção de melatonina natural do seu corpo. Algo que cria um estado de dependência.

Por isso pesquisamos para você as melhores alternativas de melatonina. Estas são ervas e minerais que descobriu-se estimular o sono – isso sem ter que fazer uso da melatonina sintética.

Se você já construiu uma tolerância à melatonina, recomendamos reduzir sua suplementação de melatonina gradualmente para eliminar a à medida que você tenta eliminar sua dependência.

Se você usar apenas melatonina ocasionalmente, você pode ver os melhores suplementos de melatonina aqui para aprender sobre como usar melatonina de forma responsável e em pequenas quantidades.

Lembre-se: a produção de melatonina natural começa por volta das 21 horas e exige condições escuras para atingir a produção total da glândula pineal. Mesmo olhar para a tela do seu celular pode ser luz suficiente para interferir na produção natural. Assim, à medida que a sua hora de ir dormir se aproxima, diminua a luz da tela do seu celular e apague a luz do quarto.

Melhores alternativas de melatonina (classificadas pela sonolência)

 1 – Magnésio

Enquanto o magnésio é um cofator que participa no processos de cada célula da cabeça até a ponta dos dedos dos pés.

Como o magnésio te ajuda dormir:

O magnésio reduz a síndrome das pernas inquietas e da insônia
Estudos comprovam que os problemas de sono estão correlacionados com deficiências de magnésio
Estudos mostram que  concentrações mais elevadas de magnésio foram associadas com maior qualidade de sono
Verificou-se que o magnésio reduz significativamente a depressão, o estresse, a ansiedade e outros fatores que atribuem a perda de sono
O estresse está associado, ou pode mesmo reduzir o magnésio nas células do sangue

Embora esses estudos não sejam definitivos ao máximo, ainda há provas indiscutível de que a suplementação de magnésio pode contribuir para um sono melhor.

2 – L-triptofano

A suplementação com L-triptofano foi comprovada aumentar a duração do sono não-REM em pacientes com insônia.

REM significa o sono do “ovimento rápido dos olhos”. Este é um período durante o sono em que seus olhos se mexem, o cérebro é ativo e você sonha. Este tipo de sonhos também está correlacionado com a capacidade de aprender. Tanto assim, que é dito que os bebês podem gastar até 50% de seu tempo dormindo, no sono REM.

O sono não REM, por outro lado, também é conhecido como sono profundo. Isto é, quando seu corpo cresce, repara e estabelece equilíbrio hormonal. Em termos de recuperação noturna, esta é a parte mais importante do sono para o corpo. Alternativamente, o sono REM ajuda a classificar e condensar o conhecimento.

Em estudos os pacientes que receberam L-triptofano passaram mais tempo no sono não-REM. Mas o triptofano não melhorou positivamente o sono em indivíduos que sofriam de casos extremos de insônia.

3 – Chá de camomila

O chá de camomila é sinônimo de relaxamento e de sono tranquilo por séculos. Apesar disso, ainda há pesquisas limitadas sobre exatamente ela promove o sono.

Os pesquisadores acreditam que o apigenina flavonoide pode ser responsável por causar sedação e relaxamento no cérebro, o que leva a dormir. Outros estudos associam os pacientes cardíacos ao início rápido do sono após suplementação de camomila.

4 – Raiz de Valeriana

Conhecida principalmente por entusiastas de sonhos lúcidos, acredita-se que a raiz de valeriana melhore o sono e promova um sono REM mais longo. Embora não existam estudos sobre a valeriana que promovem o sono REM, muitas pessoas comprovam o seu efeito.

Usuários alegam também que tomar valeriana antes de dormir pode reduzir o tempo necessário para adormecer, bem como reduzir os períodos de vigília depois de adormecer. Como a melatonina, o consumo excessivo de valeriana pode causar efeitos colaterais.

Remédios com prescrição médica para dormir não são a solução para tudo

Como você provavelmente aprendeu (ou ouviu) sobre a melatonina e medicação prescrita para dormir – ter uma boa noite de sono não é tão simples quanto uma pílula. Sempre há uma troca de uma forma ou de outra.

Mas, se você fizer alterações sutis para melhorar lentamente suas condições de sono, e eliminar os fatores negativos que destroem seu sono – é provável que você tenha sucesso sem efeitos colaterais indesejados.